Calibradores, padrões e controles são empregados em processos analíticos. Os primeiros transferem exatidão ao sistema e são utilizados para designar um valor numérico ao analito de interesse em amostras com valores desconhecidos, através das leituras ou respostas analíticas encontradas. Já os controles são empregados para avaliar a confiabilidade do processo analítico, tanto no que se refere à exatidão quanto à precisão, e é uma maneira de monitorar o desempenho do sistema analítico dentro do processo de Controle de Qualidade. Já abordamos sobre a importância dos calibradores e controles no artigo: Controles e calibradores: conheça a importância desses materiais para um laboratório de análises clínicas.

Um grande salto no desenvolvimento desses materiais foi a possibilidade de produzi-los em matrizes proteicas. Observou-se que preparações em matrizes aquosas não eram adequadas para sistemas automáticos. Isto ocorre, principalmente, devido a um efeito denominado efeito matriz.

A matriz é o meio físico-químico no qual os analitos de interesse estão dispersos. Identificou-se que os mesmos analitos, em diferentes matrizes, podem apresentar respostas analíticas distintas. Desta forma, para reduzir este efeito no sistema analítico, padrões, calibradores e controles devem ter uma matriz o mais semelhante possível à matriz das amostras a serem avaliadas.

Considerando que o impacto produzido pelo efeito da matriz nas respostas analíticas ocorre de maneira complexa, devido a uma grande variedade de mecanismos, Dr. José Carlos Basques relatou em um de seus artigos este efeito e sua importância nos processos analíticos. Acesse o artigo Efeito Matriz – Calibradores e Controles.

A Labtest disponibiliza em seu portfólio calibradores e controles produzidos em matriz proteica. Para a linha humana: o multicalibrador Calibra H Ref. 80 e os controles Qualitrol 1H Ref. 71 e Qualitrol 2H Ref. 72. Para a linha veterinária: o multicalibrador Calibra VET Ref. 1015 e o controle Qualitrol 1 VET Ref. 1014.

Tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto? Comente e contribua para ampliarmos os conteúdos dos nossos artigos! Consulte também nossas publicações e assine a nossa newsletter para acompanhar as novidades.